segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Trocando Impressões me permito pensar:


O que seria reorganizar a vida nesse mundo tão globalizado?
Essa é a indagação dançante em minha mente ultimamente.
Talvez seja um tema presente na vida de quem perde algum querido para a morte ou de quem sem opção vive sozinho e entregue a solidão.
Reorganizar seria além de arrumar a casa em outra perspetiva, trocar
cortinas  e moveis, mudar também valores e metas?
Não sei responder, pois em caso de perda para a morte ou diante da constatação
 de ser sozinho na verdade, a realidade mudada é tão pessoal pois os 99,99% das
pessoas ao redor seguem como se nada tivesse acontecido e para elas não aconteceu mesmo
Penso que com a globalização em geral, com a internet e os aparelhos eletrônicos
 libertam e juntam gente a distancia; isso ao mesmo tempo que poe nas relações uma
pontuação de reticencias.
Eu gosto de verdade desse momento do mundo cada vez mais globalizado, isso
porque acredito nas relações afetivas e na alegria da convivência.
Não sei muito de muita  coisa, mas esse escrito é o que eu penso e desejo deixar aqui hoje.
CatiahoAlc./ReflexodAlma
copyright©trocandoimpressões